Os primeiros passos da Associação de Ténis do Porto

31 Março, 2021

A 31 de Março de 1981, no 4º Cartório Notarial do Porto, nascia a Associação de Ténis do Porto. Neste dia especial, em que celebramos o 40.º aniversário, apresentamos os primeiros passos da Associação, os elementos responsáveis pela sua formação e os objetivos principais.

A Associação de Ténis do Porto surgiu da ideia de formar uma associação de Clubes do Norte de Portugal, de modo a unirem todos os seus esforços para o desenvolvimento do ténis na região.

No dia da sua constituição, há precisamente 40 anos, Dr. Aurélio Homem Ribeiro, Eng. Carlos Alberto Pessoa Ferreira Gonçalves, Fernando Maria Guedes D’Almeida e Eng. Firmino de Jesus Moreira da Cunha foram os signatários da escritura pública e constituíram uma comissão instaladora.

A comissão instaladora tomou conta dos primeiros atos da ATPorto: a filiação na Federação Portuguesa de Ténis (FPT), inscrição na Direção Geral dos Desportos, instalação na sua sede na Casa do Desporto – situada na Rua António Pinto Machado, n.º 60, Porto – a convocação das eleições dos primeiros órgãos sociais e a apresentação do logótipo da Associação de Ténis do Porto, criado por Armando Alves, consagrado e reputado artista plástico, professor na Escola de Belas Artes do Porto e aficionado do ténis.

Para terminar a missão da comissão instaladora, realizou-se, posteriormente, a primeira Assembleia Geral da ATPorto, composta por Carlos Manuel Albuquerque Oliveira da Quinta, Fernando Maria Guedes D’Almeida e Eng. Firmino de Jesus Moreira da Cunha. Nessa mesma Assembleia Geral, realizada no anfiteatro da Casa do Desporto, no dia 12 de maio de 1981, pelas 18 horas, foram eleitos para o biénio de 1981/1982 os primeiros órgãos sociais da Associação. Pode consultar a Ata da tomada de posse dos primeiros corpos sociais, aqui.

A Associação começou a “ganhar forma”, com os clubes que tomaram posse dos primeiros Atos da ATPorto. Eis os sete Clubes fundadores: Lawn Tennis Clube da Foz, Clube de Ténis de Viana, Clube de Ténis do Porto, Grupo Desportivo Póvoa, Estrela e Vigorosa Sport, Ala Nun’Álvares de Gondomar e Club Sportivo Nun’Álvares.

Em 1981, os clubes passaram a ser representados, na Federação Portuguesa de Ténis, por duas associações regionais, em que a Associação do Porto tinha a jurisdição e representava clubes de ténis da área do Norte, composta pelos distritos de Viana do Castelo, Braga e Porto (atualmente da ATPorto), Vila Real e Bragança (atualmente da AT Vila Real), Aveiro (atualmente da AT Aveiro),  Coimbra (atualmente da AT Coimbra) e Viseu e Guarda (atualmente da AT Viseu).

Nos seus Estatutos, a Associação de Ténis do Porto consagrava como fim principal “dirigir, regulamentar, difundir e controlar a prática do ténis na região, organizar campeonatos regionais, individuais e por equipas, para desenvolvimento e expansão da modalidade, nomeadamente o seu enriquecimento desportivo”. Um princípio que se mantém ativo nos dias de hoje.

Ao longo destes 40 anos, a Associação de Ténis do Porto foi alargando os seus horizontes e, conta, atualmente, com 59 clubes associados, mais de 6 mil jogadores, várias modalidades e muitas competições e torneios a nível nacional, regional e internacional.

Relacionados

Fomento ATPorto | ETPF ARC Sobrão dinamiza formação a professores
Inscrições abertas para Workshop Play and Stay Vila Nova de Gaia
Campeonatos Interclubes 2021 terminam em alta com escalões Seniores e Veteranos
Fomento ATPorto | AC Alfenense dinamiza “A minha Escola tem Ténis” em Águas Santas
Inscrições abertas para Workshop Play and Stay de Viana do Castelo